Paranaguá

Paranaguá é a cidade mais antiga do estado do Paraná, datada da primeira metade do século XVI. Há muito o que conhecer na cidade, já que testemunha mais de 400 anos de história e ainda guarda vestígios da época da colonização em seus casarios de fachada azulejadasladeiras de pedra e igrejas!

Atualmente, a cidade se destaca pelo Porto Dom Pedro II, considerado o maior porto exportador de grãos da América Latina, interligando e escoando não só a produção do Paraná, mas de diversas regiões do Brasil e também de outros países do Mercosul.

O QUE CONHECER?

Centro Histórico

altNo centro histórico de Paranaguá, não deixe de visitar o Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR (MAE), inaugurado em 1962, é o primeiro museu universitário do Estado do Paraná. Sua sede principal está localizada nas instalações de um charmoso prédio histórico fundado em 1755 que abrigou o antigo Colégio dos Jesuítas por muitos anos. O acervo do museu é composto de aproximadamente 70.000 peças e artefatos coletados em pesquisas arqueológicas e etnográficas, principalmente do Paraná, ressaltando assim sua grande importância para a compreensão da história do estado. O acervo está dividido em quatro grandes coleções: Arqueologia, Cultura Popular, Etnologia e Documentação SonoraVisual e Textual.

O museu fica aberto de terça à sexta-feira das 9hs às 12hs e das 13h30 às 18hs. Não é cobrada entrada, mas sugere-se uma doação.

Vale a pena visitar também a Igreja de São Benedito, considerada a primeira igreja do Sul do Brasil construída por escravos no Século XVII. A igreja está localizada na Rua Conselheiro Sinimbú e está aberta a visitação diariamente das 7hs às 18hs.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário construída em 1578, foi uma das primeiras igrejas de Paranaguá. Localizada no Largo Monsenhor Celso, foi por muito tempo o ponto central da cidade. A igreja fica aberta para visita das 8hs às 18hs.

Igreja de Nossa Senhora do Rocio recebeu este nome porque uma imagem de Nossa Senhora do Rocio foi encontrada pelos pescadores que construíram uma capela em 1813. Muitos devotos de todos os lugares do Brasil vem à Paranaguá para visitar e rezar na ingreja.

Durante o período colonial brasileiro, as igrejas eram divididas em 3 categorias. As de 1ª Ordem eram administradas pelos padres, as de 2ª Ordem pelas freiras e as igrejas de 3ª Ordem eram regidas pela população. Sendo assim, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas foi construída pela comunidade local no Século XVIII e era considerada a igreja da parcela mais rica e favorecida da época.

altNa Rua da Praia, há diversas casas coloniais que hoje abrigam hotéis, albergues, museus, restaurantes, lanchonetes, bares, lojas de artesanato, etc. Caminhar por esta rua é um passeio muito interessante e divertido!

Aquário de Paranaguá

A mais nova atração de Paranaguá está ao lado do Mercado Municipal da cidade. O aquário mostra mais de 100 espécies divididas em 23 aquários. Você também poderá tocar em raias, estrelas do mar, siris e outros animais em dois tanques abertos. Há também um simpático pinguinário! O Aquário abre diariamente das 10 às 20h. Entrada: R$ 20 (adultos) / R$ 10 (crianças e idosos). Mais informações, clique aqui. 

PASSEIO DE BARCO PELA BAÍA DE PARANAGUÁ 

altBaía de Paranaguá é a terceira maior baía do país e tem em seu entorno a Mata Atlântica, ecossistema fundamental e que mantém o equilíbrio do planeta.

O passeio de barco pela Baía de Paranaguá é muito legal, realmente vale a pena! Há diversos barcos espalhados pelos trapiches da Rua da Praia, porém recomendamos o Marujo Amigo, que fica em frente ao restaurante Danúbio Azul. Os passeios tem cerca de 1h até 1h30 de duração onde você poderá ver o famoso Porto Dom Pedro II, mangues, canais, ilhas, aves, pescadores e muito mais.

AS ILHAS NA BAÍA DE PARANAGUÁ

Além das surpreendentes e exóticas Ilha do Mel e Ilha do Superagui, merece destaque também a Ilha da Cotinga, que foi o local onde os primeiros homens que chegaram ao Paraná se instalaram, antes de chegar ao continente. Uma tribo de índios Carijó vive na ilha até hoje, produzindo e comercializando artesanatos que podem ser comprados no Mercado do Artesanato e no Mercado Municipal, no centro de Paranaguá.

Outra que merece destaque e você não pode deixar de visitar é a Ilha dos Valadares,  situada a apenas 400 metros do centro de Paranaguá e abrange uma área de 2,8 km² á margem esquerda do rio Itiberê. É habitada por pescadores que se dedicam a pesca artesanal e mantém suas tradições até hoje como, por exemplo, ser palco do fandango paranaense, única dança típica do litoral do Paraná. Além do fandango, prepara-se também o barreado, comida típica paranaense e pratica-se o artesanato, principalmente cestaria, cerâmica e objetos utilitários característicos da região. O acesso até a Ilha dos Valadares  pode ser feito através de uma passarela que liga a ilha ao continente ou através de canoas. 

PORTO DE PARANAGUÁ 

altO Porto Dom Pedro II foi inaugurado em 1935. Sua existência até os dias de hoje está ligado aos 5 ciclos: ciclo do ouro, da erva-mate, da madeira, do café, e da diversificação, quando seu movimento passou a ser de exportação de milho, soja, farelo, algodão, óleos vegetais, etc. O porto está localizado no interior da baía de Paranaguá e é considerado o maior porto exportador de grãos do Brasil. Além de ser o principal escoador da produção de diversas regiões do Brasil, o porto escoa também de  outros países do Mercosul e empresas internacionais.

A visitação interna só é permitida com autorização da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina.

ESTRADA DE FERRO PARANAGUÁ – CURITIBA 

altA ferrovia começou a ser construída em 1880 e foi inaugurada em 02 de fevereiro de 1885. Tinha como principal objetivo ligar o litoral do Paraná à Curitiba, buscando o desenvolvimento da região e conectando o Porto de Paranaguá ao Sul do Brasil, facilitando assim a exportação da erva-mate. Foi uma das mais ousadas obras da época e um imenso desafio de engenharia. Aproximadamente 9 mil homens trabalharam no projeto e muitos faleceram durante a construção devido às condições de segurança precárias.

O passeio de trem acontece diariamente até Morretes, com saída de Curitiba até às 8:15 e retorno às 15h. O trecho entre Morretes e Paranguá não está sendo operado.

SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DO ROCIO

Todas as semanas milhares de fiéis vêm à Paranaguá para visitar o Santuário de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná. No mês de novembro, realiza-se uma festa que dura vários dias e tem o seu ápice na procissão do dia 15 de novembro, que reúne quase 200.000 pessoas.

 

Como chegar à Paranaguá?

De carro pode-se ir pela BR-277, que sai de Curitiba (90 km). Há ônibus da Viação Graciosa que saem de Curitiba diariamente em vários horários.

Onde dormir em Paranaguá?

Veja aqui uma seleção dos melhores hotéis da cidade e solicite sua reserva online. 

Passeios em Paranaguá?

Temos opções de passeios em Paranaguá e outros lugares do litoral do Paraná. Veja aqui e faça sua reserva online.